Thursday, August 8, 2013

Pergunte à IAC: Dúvida sobre Vidas Passadas de Sandpoint, Idaho (EUA)

Pergunta:

Olá! Eu queria perguntar se a visão de uma vida passada é considerada uma experiência fora
do corpo… Também é possível ver a vida de alguém? Eu ouvi sobre registos Akáshicos, mas não tenho certeza se é como acontece.

Eu fiz uma regressão a vidas passadas e vi uma vida mas justamente não estou certo se era a minha. Ficaria muito grata pela vossa opinião! Muito obrigada!

Responta:

Muito obrigado pelas suas perguntas interessantes.

A retrocognição é um fenómeno da consciência pelo qual nos permite reviver, vários níveis, um evento de uma vida passada ou um período entre vidas. A retrocognição pode acontecer durante os vários estados alterados ou estados da consciência: o estado de vigília, durante um sonho, durante uma experiência fora do corpo, e até mesmo no período entre vidas quando não temos um corpo. Nós tipicamente relembramos as nossas próprias experiências do passado, mas não é impossível acessar a informações de alguém mais. Isto pode acontecer numa sessão em grupo de regressão a vidas passadas, através de hipnose (memórias do hipnotizador ou de alguém perto da área da sessão). Por conseguinte, é aconselhável realizar uma tentativa de retrocognição num ambiente isolado e energéticamente otimizado.

Se alguém na realidade tencionar acessar a outras memórias passadas, isso pode ser facilitado por um acoplamento áurico intencional, prolongado e intenso ou fundirem-se, temporáriamente os dois campos energéticos individuais.

Sugiro a entrevista com Wagner Alegretti e o seu livro como excelentes fontes de estudo deste fenómeno em profundidade e a sua aplicação no desenvolvimento espiritual.

Os registos Akáshicos são mais uma metáfora do que um lugar propriamente dito, pelo menos como provado por consenso dos nossos pesquisadores. Este conceito remete-nos para a ideia que nós podemos aceder a  uma  vasta riqueza de conhecimento e memória  de todas as coisas e de todos  os tempos. Este conceito, de qualquer maneira, é relatado por uma experiência muito distinta de retrocognição: a chamada projeção do corpo mental ou a experiência de cosmoconsciência.

A veracidade de lembrança de vidas passadas está entre a mais dificil de verificar entre os fenómenos psíquicos. Ceticismo saudável ou hesitação em aceitar uma simples experiência como uma lembrança real, é uma atitude criteriosa. Nós podemos ter mais certeza acerca de hipóteses particulares com a acumulação de múltiplas experiências e confirmação de outras evidencias (tais como uma análise dos nossos interesses, traços de personalidade, e outros). 

Repito, este aspecto está muito bem defendido por Alegretti no seu livro. Todavia, certas experiências são muito vivídas e a reconstituição estrutural dos acontecimentos tende a ser emocional, impactante, altamente significante na moldagem de quem nos tornamos. Se a memória expressada parece ser fora do lugar, se não encaixa dentro de qualquer das suas características salientes, e não foi particularmente comovente ou impactante, são de qualquer modo, provavelmente não se trata de uma retrocognição.

Nelson Abreu
Professor
IAC Califórnia


Tradução: Rosa Teixeira, IAC Portugal 


No comments:

Post a Comment